BH em Pauta: Na melodia certa

Da esquerda para a direita, Gerhard, Antonia, Nayara, e Gian. Gerhard e Nayara tocam flauta. Foto: Telma Gomes/PBH

BH em Pauta: Na melodia certa

09/06/2017 | 14:54 | atualizado em 21/03/2018 | 14:46

Colegas de escola, quatro adolescentes resolveram trilhar, juntos, os caminhos da música. Tudo começou quando eles decidiram participar do projeto Adote um Músico, da Banda da Guarda Municipal de Belo Horizonte, no início de 2016. “O convite foi feito para as duas classes do ensino integrado da época. Muita gente embarcou, cerca de 30. Mas, no final, só ficaram uns 15 e, entre eles, nós!”, contam eles, falando praticamente ao mesmo tempo.

Conversar com os gêmeos Gerhard Anderson Ferreira e Gian Carlo Ferreira, de 15 anos, em uma roda que tem ainda as garotas Nayara Martins da Silva, 14, e Antônia Eduardo Remígio, 13, inicialmente chega a ser um desafio. A empolgação é tamanha que é preciso pedir que apenas um fale de cada vez, para entender o que a música foi capaz de fazer na vida deles. 

Os três primeiros são alunos do 9º ano. Já Antônia cursa o 8º. A Escola Municipal Ignácio de Andrade Melo, no bairro São José, região Noroeste de Belo Horizonte, é o ponto de encontro garantido, de segunda a sexta-feira. Foi lá que eles ingressaram no Programa Adote um Músico, criado pela Banda da Guarda Municipal. 

“No começo, era muito cansativo. A gente tinha aula duas vezes por semana e só estudava partitura. Aí ganhamos as flautas doces e começamos a tocar. Fiquei animada, mas, mesmo assim, continuamos estudando as partituras. Hoje, sei que foi muito importante ter conhecido a teoria musical, principalmente para quem quer aprender a tocar outros instrumentos no futuro. Eu, por exemplo, ainda quero tocar teclado e bateria”, conta Nayara, enquanto dá uma pausa na flauta.

Antônia acabou descobrindo que seu talento era para o canto. Na verdade, o hábito de cantar já existia em sua casa e era colocado em prática em apresentações no coral da Igreja Metodista, frequentada por ela, o pai e a irmã. Mas foi somente ao dominar a técnica que ela passou a se sentir segura para soltar a voz sem medo. “Aprendi a respirar no momento certo, a aumentar ou baixar a voz de acordo com a música. Antes não sabia nem que era preciso fazer aquecimento da voz.”

A teoria e a prática

Para os gêmeos Gerhard e Gian, a aparência quase idêntica e a coincidência no temperamento extrovertido e falante não se refletiram na escolha dos instrumentos. Gerhard optou pela flauta doce e chegou a fazer um dueto no sopro com a colega Nayara, para que Antônia cantasse, ao darem uma breve demonstração do que aprenderam no projeto. Atualmente, ele já arrisca alguns acordes também no teclado, violão, guitarra e baixo.

Gian, por sua vez, conta que foi na percussão que encontrou a praia dele, já que quer se especializar como baterista. Ele confessa que achava as aulas de partitura muito monótonas, mas hoje reconhece que elas foram fundamentais para lhe dar a base que todo músico precisa ter para escolher o próprio estilo. “A teoria me capacitou para pegar qualquer instrumento e ter um conhecimento mínimo de como tocá-lo. Esse discernimento eu não tinha antes.”

As apresentações dos quatro hoje são raras, já que o projeto este ano está acontecendo na Escola Municipal Dom Orione, na Pampulha, beneficiando outros jovens. Mas eles falam da alegria que sentem sempre que são chamados para tocar e cantar nos eventos da escola, sobretudo quando há a participação das famílias e da comunidade. 

O Adote um Músico é um projeto de cunho social e cultural desenvolvido pela Banda de Música da Guarda Municipal em escolas da rede municipal. O objetivo é oferecer aulas de música e canto para adolescentes de comunidades com altos índices de vulnerabilidade social, afastando-os do risco de uma trajetória de criminalidade. As escolas interessadas e as pessoas que quiserem obter mais informações sobre o Programa Adote um Músico devem entrar em contato com a Banda da Guarda Municipal pelo telefone 3277-7335.

Fonte: prefeitura.pbh.gov.br/noticias/bh-em-pauta-na-melodia-certa

admin

Um texto sobre min....