BH em Pauta: Sede da BHTrans tem área preservada

Mata em área preservada na sede da BHTrans. Foto: Marilda Cunha/PBH

BH em Pauta: Sede da BHTrans tem área preservada

18/08/2017 | 18:43 | atualizado em 22/08/2017 | 16:54

Micos, esquilos, quatis, jacus, siriemas e tucanos encantam os funcionários e surpreendem os visitantes que vão até a sede da BHTrans, no bairro Buritis, região Oeste de Belo Horizonte. A sede está localizada em um terreno de 51,7 mil m², dos quais 18,4 mil m² formam uma grande área verde com variados tipos de plantas e animais.  

“São animais silvestres atraídos pela preservação e conservação do espaço verde. A BHTrans sempre manteve um cuidado especial com os jardins e todas as espécimes nativas e plantadas, e, onde há flora variada, há grandes chances da presença da fauna”, explica Maristela dos Reis Solano, engenheira com especialização nas áreas ambiental e sanitária.  

O espaço com vegetações, 35,5% do total do solo, conta com espécies arbóreas, frutíferas e ornamentais, além de outras de menor porte que, em conjunto, formam uma paisagem atrativa e aconchegante. Logo na entrada, já se avistam árvores, gramados e jardins com plantas ornamentais. São aproximadamente 100 ipês rosa, palmeiras, azaleias, hibiscos, moreia, liríopes.  

Espalhadas pelo terreno estão presentes também as frutíferas, como pés de manga, jamelão, jabuticabas, caquis, palmeiras cariocas, amoras, fícus, jurubeba, goiabas e ameixas. Há também espécimes nobres ou de preservação: um exemplar de Pau Brasil, outro de Embaúba, um pé de Jatobá, espécie nativa, e ainda um de Araçá ou goiaba do mato, espécie rara do cerrado mineiro.  

Os animais são atraídos pelas frutas e as sementes. “As sementes das palmeiras ráfis e dos fícus são apreciadas pelos esquilos, jacus e pássaros, como os canários”, diz Maristela.  

No momento, um plano de revitalização e ampliação de plantas está sendo preparado. “Fiz um contato com a Fundação Zoobotânica e conseguimos doações de mudas”, afirma Job Alves dos Santos, técnico em administração, da gerência de administração e manutenção predial da BHTrans.  

Na escolha das espécies foi considerada também a presença de animais. “Por causa deles, solicitamos também árvores frutíferas. Assim, cuidamos do nosso meio ambiente como um todo”, observa Michelle Barbosa, técnica em administração com formação em paisagismo e que coordena os trabalhos.  

Segundo Maristela, o terreno arborizado da BHTrans está inserido no contexto ambiental da Serra do Curral e, em conjunto com o Parque Municipal Aggeo Pio Sobrinho, contribui para a qualidade do ar e do clima no Buritis. “Quem mora ou trabalha no bairro sente a diferença do clima mais ameno em relação a outras regiões da cidade”, assegura a engenheira.  

 

 

Fonte: prefeitura.pbh.gov.br/noticias/bh-em-pauta-sede-da-bhtrans-tem-area-preservada

admin

Um texto sobre min....