Guarda Municipal distribui antenas anti-cerol em Blitz

Logotipo Cerol Mata Arte: PBH

Guarda Municipal distribui antenas anti-cerol em Blitz

19/07/2017 | 17:17 | atualizado em 21/03/2018 | 14:39

A distribuição de antenas de proteção contra linhas cortantes, feita pela Guarda Municipal de Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira, durante a blitz educativa realizada na Avenida Cristiano Machado, próximo à esquina com a Rua Coronel Jairo Pereira, no Bairro União, agradou aos inúmeros motociclistas que tiveram o equipamento instalado em suas motos e despertou, mais uma vez, a atenção da população para os riscos do uso do cerol e da linha chilena ao empinar pipas.  

Por volta das 9h, uma equipe composta por 11 guardas municipais da Patrulha Escolar e de Trânsito se instalou às margens da Avenida Cristiano Machado, no sentido bairro/Centro, e deu início às abordagens, aproximando-se preferencialmente de motoqueiros que paravam no sinal e que ainda não tinham a antena de proteção contra o cerol afixada em suas motos.  

De acordo com o subinspetor Leroy, que coordenou a ação, o grande fluxo de veículos do local, a facilidade do acesso ao Anel Rodoviário e ainda o fato de existirem registros anteriores de uso de linhas cortantes nas proximidades foram os fatores que levaram a Guarda Municipal a escolher aquele ponto para realizar a blitz educativa. “Estamos atuando de forma preventiva, para evitar que os acidentes ocorram. Já fizemos uma série de palestras em escolas e também abordagens para verificar a veracidade de denúncias de uso da linha cortante”, destacou.  

O atual período de férias escolares e o fato de estarmos em uma estação marcada por ventos fortes tornam o mês de julho propício para que crianças, adolescentes e adultos resolvam empinar pipas. Somente no período entre os dias 9 e 18 de julho, a Guarda Municipal fez 610 apreensões de latas envoltas com linha chilena ou cerol.  

Durante a blitz, foram distribuídas 50 antenas de proteção contra linhas cortantes, além de folhetos explicando como evitar acidentes com linhas com cerol ou linha chilena. “Achei muito bom ver que estão alertando as pessoas para esse problema. Instalaram a antena de proteção na minha moto e agora não estou mais tão exposto a essas linhas como antes”, avaliou o motoboy Márcio Luiz da Silva, de 38 anos. O chaveiro Darcy Loiola , de 41 anos, também elogiou a ação. “Passo aqui sempre e acho que essas abordagens podem salvar vidas”, declarou, após também receber uma antena de proteção.

Fonte: prefeitura.pbh.gov.br/noticias/guarda-municipal-distribui-antenas-anti-cerol-em-blitz

admin

Um texto sobre min....