PBH participa de conferência sobre mudanças climáticas

Vista aérea do Parque Municipal Américo Renneé Giannetti, ao fundo, prédios da cidade de Belo Horizonte.Foto: Amira Hissa/PBH

PBH participa de conferência sobre mudanças climáticas

07/11/2017 | 11:35 | atualizado em 09/11/2017 | 17:15A capital mineira se consolida como referência no Brasil e na América Latina no enfrentamento às mudanças climáticas. A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, vai participar da “Cúpula do Clima para Líderes Locais e Regionais”, relevante reunião dentro da 23ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP23). A conferência acontece na cidade de Bonn, na Alemanha, entre os dias 6 e 17 de novembro. A COP é o principal evento internacional sobre políticas climáticas. Na ocasião serão negociadas, pelos governos nacionais, as regras para implementação do Acordo de Paris.Secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck vai representar a PBH, com todos os custos pagos pela União Europeia. A participação na Cúpula dos Líderes Regionais e Locais reforça o protagonismo desempenhado pela Prefeitura de Belo Horizonte e viabiliza contatos e oportunidades de parcerias técnicas e financeiras para a Política Climática de BH.  

Cooperação Urbana Internacional

Além da participação na COP23, Mário Werneck irá representar a Prefeitura de Belo Horizonte no “1st International City-to-City Cooperation” do Programa Europeu de Cooperação Urbana Internacional. A participação da PBH foi feita a convite da organização IUC-LAC (responsável pela implementação do Programa na América Latina) e da União Europeia. O encontro acontece em Bruxelas, na Bélgica. As cidades participantes terão a oportunidade de trocar informações sobre iniciativas desenvolvidas e sobre propostas de trabalho conjunto. Belo Horizonte terá como cidade parceira Almada, localizada na região metropolitana de Lisboa, em Portugal. O município dispõe de uma sólida política de desenvolvimento sustentável, com ações bastante avançadas na área climática e energética. “Entendemos esse programa como uma oportunidade ímpar para, por meio de uma intensa cooperação entre cidades, alavancar os processos de desenvolvimento humano sustentável a partir do aperfeiçoamento das políticas públicas. Neste sentido, destaca-se o investimento em energias renováveis, no transporte público de massa e nos modos ativos de mobilidade e na agricultura urbana e segurança alimentar. É com essa visão que Belo Horizonte se coloca no Programa Europeu de Cooperação Urbana Internacional”, concluiu Werneck.

Protagonismo de BH

Por meio do Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas e Ecoeficiência, subordinado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a Prefeitura de Belo Horizonte desenvolve uma série de ações para enfrentar as mudanças climáticas sem abrir mão do desenvolvimento. BH tem uma política de enfrentamento às mudanças climáticas que está em harmonia com as conferências e acordos internacionais.  As políticas públicas de sustentabilidade desenvolvidas em Belo Horizonte e implantadas de maneira ampla e coordenada contribuem para a sustentabilidade do planeta e oferecem melhor qualidade de vida para seus habitantes.  As ações vão desde o fomento ao uso do transporte coletivo e do incentivo de formas alternativas de mobilidade, até o incentivo à redução do uso de água e da produção de lixo, bem como o aumento da sua reciclagem.A modernização da rede de iluminação pública ajuda a colocar Belo Horizonte em destaque. O projeto deverá ser concluído até 2020. A previsão é de substituição dos 182 mil pontos de iluminação convencionais por lâmpadas de LED e instalação de mais 10 mil novos pontos, além da implantação de um sistema de telegestão e de projetos com a tecnologia associada ao conceito de “cidade inteligente”.Outro ponto que faz com que Belo Horizonte seja reconhecida pela qualidade em desenvolvimento sustentável é o investimento em energias renováveis e eficiência energética, sobretudo a energia solar. A cidade tornou‐se referência nacional na aplicação do coletor solar para aquecimento de água e destaque mundial por seu alto número de edificações existentes com a aplicação da tecnologia. Essa visibilidade trouxe à cidade o título de “Capital Nacional da Energia Solar”.

Fonte: prefeitura.pbh.gov.br/noticias/pbh-participa-de-conferencia-sobre-mudancas-climaticas

admin

Um texto sobre min....